COPA PAULISTA 2015: Em jogo impróprio para cardíacos, Linense está na semifinal



Muita emoção e muitos gols foi aquilo que os cerca de 5000 torcedores Atleticanos assistiram durante a partida que aconteceu neste sábado (31/10), no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, onde o Clube Atlético Linense encarou o Nacional Atlético Clube, tendo o jogo terminado com um empate a 3 gols. Com o empate alcançado, o Linense está classificado e aguarda o seu opositor da semifinal, que sairá da partida entre o Penapolense e o Independente. 

O JOGO: 

Numa primeira parte que decorreu numa toada “morna”, os jogadores do Linense foram os que mais buscaram abrir o placar: aos 21’ minutos, num chute de Rafael Chorão, a bola encontra a trave do gol do Nacional, saindo para fora. E aos 33’, novamente o Linense leva muito perigo ao gol do Nacional, com um potente e colocado chute de Juninho Ortega, que só não marcou um gol de placa, porque o arqueiro do Nacional fez grande defesa e espalmou para escanteio. Ambos os times foram para intervalo com um nulo no placar, que dava a classificação ao Clube Atlético Linense. 

Na retomada do segundo tempo, o Técnico Moisés Egert decide mexer logo no time, tirando Léo Torres, entrando no seu lugar Rafael Aidar. Ambos os times decidiram arriscar mais ofensivamente, até porque o empate eliminava o Nacional da Copa Paulista. 

Mas coube ao Linense fazer as honras da casa e aos 48’, Thiago Humberto cheio de oportunidade, de cabeça, corresponder da melhor forma à um cruzamento do lado direito e inaugurar o placar no “Gilbertão”. 

Mas aos 14 minutos, o Nacional empata a partida, através da marcação de um escanteio. Tudo igual; Linense na frente da eliminatória... Novamente o meia Thiago Humberto, em noite de grande inspiração, coloca de novo o Linense na frente do marcador, para alegria total da Torcida Atleticana. 

Mas as emoções fortes no “Gilbertão” não se ficaram por aí: novamente o Nacional empata a partida aos 70 minutos. Continuava dando Linense nas semifinais. Até que o Nacional, em desespero decidiu ir com todo o seu arsenal para cima do Linense, procurando virar o placar e a eliminatória a seu favor, o que veio a acontecer aos 80 minutos, com o zagueiro do Nacional a surpreender a defesa atleticana, que ficou meio indecisa no lance. A virada estava consumada e o Linense estava com esse resultado de 2 x 3, fora da fase seguinte da Copinha. Mas as fortes emoções não se ficaram por aí, num jogo que foi impróprio para cardíacos: aos 42 minutos Rafael Aidar que tinha entrado no lugar de Léo Torres, empata a partida, levando à loucura os 5.000 torcedores presentes no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, tendo a partida terminado com um resultado de 3 x 3 e o “Linensão” nas semifinais. 

Nota preocupante, a saída do goleiro Reynaldo do Linense, que saiu lesionado. 

O Técnico Moisés Egert fez alinhar os seguintes atletas: 

Reynaldo (Galletti);  Tavares, Rodrigo Lobão, Marcelo Bispo e Alex Barros (Billy);  Juninho Ortega, Tássio, Thiago Humberto e Rafael Chorão;  Gabrielzinho e Léo Torres (Rafael Aídar) 

#EUACREDITO 

Avante Linense, Avante!




CANAL DO TORCEDOR